sexta-feira, 10 de julho de 2009

Façam as vossas apostas!


Qual a melhor curta do Curtas?

video

O Festival aproxima-se do fim, e todos se perguntam: quem irá vencer a competição nacional? Trata-se do mais importante prémio do Curtas, mesmo a nível monetário. Canção de Amor e Saudade, de João Nicolau, confirmou em sala o seu estatuto de favorito. O filme (passou em Cannes) e o realizador (multipremiado) justificam a expectativa. Se houvesse por aqui uma grelha de apostas, o segundo mais cotado seria Um Dia Frio, de Cláudia Varejão. A jovem realizadora conseguiu um filme quase perfeito que, num multi-plot, conta a história de uma família. Há quem aponte a comédia Tony, o primeiro filme de Bruno Lourenço, centrado num imitador de Tony de Matos como candidato de peso, ou mesmo O Destino do Sr. Sousa, de João Constâncio, que conta com um elenco de luxo. Se o júri decidir dar o prémio a um documentário, o que não seria inédito (aconteceu com Documento Boxe, de Miguel Clara Vasconcelos) tem duas boas alternativas, em registos praticamente opostos: Margarida Leitão, em mais um retrato social, com Matar o Tempo; e Paulo Flores, com À Escuta dos Silêncios, todo narrado em voz off, sobre um homem que ouve vozes. Só amanhã, sábado, se saberá da deliberação do júri. Entretanto, façam as vossas apostas.

Sem comentários: