sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Festa do Cinema Francês

video

Uma homenagem a Agnès Varda, que virá a Lisboa e terá uma retrospectiva na Cinemateca, assim como uma série de curtas-metragens no Instituto Franco-Português, integram o DocLisboa, que se prolonga até 10 de Novembro, com filmes, concertos, exposições e masterclasses (Agnès Jaoui e Jan Kounen). Hoje, sexta, 9, às 19 o documentário À Côté, de Stéphane Mercúrio, e às 21 e 30 Pour un instant la liberte, de Arash T. Riahi, a história da viagem de dois jovens fugidos do Irão depois da revolução islâmica de 79. Sábado, 10, Le Bal des actrices, de Maïwenn Le Besco, às 19, e La journée de la jupe, de Lean Paul Lilienfeld, às 21 e 30. Domingo, às 17, La Première Étoile, de Lucien Jean-Baptiste, às 19 o policial de Claude Chabrol Bellamy, e às 21 e 30 Le premier jour du reste de ta vie, de Remi Bezançon..
Passe-passe, de Tonie Marshall, passa dia 12, e de Ne te retourne pas, de Marina de Vanàs, a 13, ambos às 21 e 30. A 14. às 19, Demain dès l’aube, de Denis Dercourt (também, a 15, em Almada, onde, no Pavilhão Fernando Lopes Graça, será exibido também L’armeé du crime ), a 15, às 21 e 30, Coco Channel et Igor Stravinsky, de Jan Kounen. A 16, às 19, La Terre de la folie, documentário de Luc Moullet sobre perturbações mentais nos Alpes. E a 17 mais três filmes: Erreur de la banque en votre faveur, de Gérard Bitton e Michel Munz, Cliente, de Josiane Balasko e Éden à l’ouest, de Costa-Gavras.
A Festa chega a seis cidades portuguesas (Lisboa, Porto, Almada, Guimarães, Faro e Coimbra) terá uma retrospectiva da obra de Jeanne Balibar, a projecção de dois filmes de Manoel de Oliveira, na Cinemateca, um concerto de Moriarty, e uma exposição de retratos a preto e branco de realizadores e actores do cinema francês, no Instituto Franco-Português, entre hoje, 7, e 31 de Outubro.

Sem comentários: